Cônsul-geral do Canadá participa de roda de conversa em Florianópolis sobre políticas migratórias

Stéphane Larue, cônsul-geral do Canadá em São Paulo, se reuniu com representantes de entidades catarinenses de apoio a imigrantes e pessoas em situação de refúgio na última terça-feira, 29/08, em Florianópolis, para troca de experiências sobre políticas migratórias desenvolvidas pelo governo canadense e iniciativas locais em Santa Catarina.

Conhecido mundialmente por receber imigrantes, o Canadá possui programas de acolhimento e integração envolvendo governo, empresas e sociedade civil desde os anos 1970.

– Receber imigrantes é investir no futuro. Se você tem na sua empresa pessoas de diversos países, prepara sua empresa para a sociedade global. Ter políticas para receber imigrantes é estar preparado para o futuro, e para nós do Canadá a diversidade é importante – afirmou Larue.

De acordo com o cônsul-geral, nos últimos dois anos o Canadá recebeu mais de quarenta mil refugiados sírios. Para isso, contou não só com recursos públicos como também com a mobilização da sociedade civil por meio do programa de apadrinhamento privado. Este modelo permite que famílias ou grupos de pessoas residentes no país “adotem” temporariamente refugiados, auxiliando financeiramente e em questões como moradia e alimentação, por exemplo.

Além de apresentar as políticas migratórias canadenses, Larue conheceu um pouco mais da realidade de imigrantes e pessoas em situação de refúgio em Santa Catarina durante conversa com integrantes da Pastoral do Migrante de Florianópolis (link), Grupo de Apoio a Imigrantes e Refugiados em Florianópolis e região (GAIRF), Núcleo de Apoio aos Imigrantes e Refugiados vinculado ao Centro de Pesquisas e Práticas Decoloniais e Pós-Coloniais aplicadas às Relações Internacionais e ao Direito Internacional (NAIR/EIRENÈ-UFSC), Observatório das Migrações de Santa Catarina (UDESC), Núcleo de Estudos sobre Psicologia, Migrações e Culturas (NEMPsiC-UFSC), Ação Social Arquidiocesana (ASA), Círculos de Hospitalidade (link) e Associação dos Haitianos em Balneário Camboriú (AHBC).

Um dos assuntos abordados foi a expectativa para a abertura do Centro de Referência e Atendimento a Imigrantes e Refugiados de Santa Catarina (CRAI-SC), local que será de fundamental importância para atender a população migrante. Ao final da reunião realizada na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o cônsul-geral informou que está disponível para compartilhar com autoridades do governo catarinense a experiência canadense de acolhimento e integração.

– Assim como Santa Catarina, o Canadá também se desenvolveu com a presença de imigrantes. Atualmente, mais da metade da população de Toronto nasceu fora do país – disse Larue.

O encontro foi organizado por Fernando Damazio, ex-coordenador do GAIRF e participante do programa Líderes em Educação Canadá Brasil, com o apoio do Consulado do Canadá em São Paulo e auxílio do NEMPsiC-UFSC.

Confira alguns registros do encontro.

FullSizeRenderIMG_6053IMG_6057atividadeconsulFLNIMG_6047FullSizeRender (1)IMG_6070

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s