Arquivo da tag: Imigração haitiana

Pesquisador do GAIRF apresenta tese sobre migrantes haitianos no mercado de trabalho em SC

A exploração de migrantes haitianos no mercado de trabalho em Santa Catarina foi tema da tese de doutorado do pesquisador Luís Felipe Aires Magalhães, ligado ao Núcleo de Estudos de População Elza Berquó (Nepo) da Unicamp, ao Observatório das Migrações de Santa Catarina da UDESC, e ao próprio GAIRF.

A pesquisa foi destaque de uma reportagem publicada recentemente (16/05) no Diário Catarinense, momento em que o pesquisador revela mais detalhes sobre o estudo.

Clique aqui para conferir a reportagem na íntegra e alguns trechos abaixo:

  • “Imigrantes haitianos que vieram para Santa Catarina de 2010 a 2016, recrutados principalmente pela agroindústria, construção civil e serviços de limpeza, tiveram direitos trabalhistas violados de forma recorrente”;
  • “A estimativa do Observatório das Migrações de SC é de que tenham vindo cerca de 85 mil haitianos para o país nos últimos seis anos, e pelo menos 10 mil tiveram Santa Catarina como destino final ou local de trânsito. Inicialmente, foram para cidades do litoral Norte, e depois passaram a ser requisitados por frigoríficos no Oeste. Entre 2010 e 2014, SC foi a unidade da federação que mais contratou haitianos.”
  • Segundo o pesquisador, “… as violações mais comuns são descontar dos salários um valor referente à moradia, muitas vezes precária, a alocação discriminatória – concentrar os haitianos em setores que registram mais acidentes e adoecimentos ou que são mais desgastantes -, e contratos trabalhistas com cláusulas desfavoráveis ao trabalhador que, sem entender português, assina documentos em que abre mão de direitos em caso de demissão, por exemplo”.

Com informações do Diário Catarinense.

Mostra de filmes em Florianópolis destaca obras de cineasta haitiano

Entre os dias 8 e 11 de dezembro, Florianópolis recebe a Mostra de Cinema Raoul Peck: Um Cineasta do Haiti, com alguns filmes de ficção e documentários do cineasta haitiano Raoul Peck. O evento será realizado no cinema do CIC (Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600, Florianópolis), em parceria com as atividades do Cineclube UNISUL. A abertura da mostra conta com a participação especial da Profa. Dra. Janaína Oliveira, idealizadora e coordenadora do FICINE – Fórum Itinerante de Cinema Negro, que falará sobre a vida e a obra do cineasta. O evento é gratuito.

Raoul Peck nasceu em Porto Príncipe, Haiti, em 1953. Desde que deixou o país com a família, aos oito anos de idade, fugindo da ditadura de François Duvalier – o “Papa Doc” –, Peck morou e estudou em diferentes lugares do mundo: República Democrática do Congo, Alemanha, Estados Unidos, França. Iniciou estudos na área de engenharia industrial, antes de se formar em cinema, em Berlim, em 1988. Foi Ministro da Cultura do Haiti entre 1996-97, durante o governo do presidente democraticamente eleito René Préval. Tanto sua obra de ficção quanto seus documentários são marcados por seu forte ativismo político. Desde 2010, Raoul Peck é presidente de La Fémis, em Paris, uma das mais renomadas escolas de cinema da França.

A Mostra de filmes Raoul Peck: Um Cineasta do Haiti é uma realização da Dois Plátanos Produções Cinematográficas, em parceria com a Embaixada da França, a Cinemateca da Embaixada da França e o Institut Français. O evento conta com o apoio do Curso de Cinema e Audiovisual da UNISUL, através do Cineclube Cinema UNISUL e seus respectivos parceiros: Cinema do CIC, Fundação Catarinense de Cultura – FCC, e Governo de Santa Catarina.

Também apoiam o evento o Fundo Municipal de Cinema – FUNCINE, o Fórum Itinerante de Cinema Negro – FICINE, o Curso de Cinema da UFSC e a Secretaria de Cultura e Arte da UFSC – SecArte UFSC.

mostra de cinema