Arquivo da tag: Pastoral do Migrante de Florianópolis

Santa Catarina inaugura primeiro Centro de Referência e Atendimento ao Imigrante

Entrega do CRAI-SC acontece após impasse junto ao poder público e pressão da sociedade civil; espaço começa a funcionar na segunda-feira (05)

Sansara Buriti*
Colaboração para o MigraMundo, em Florianópolis (SC)

Jean Samuel Rosier não vê a hora de iniciar seu novo trabalho com carteira assinada. Mestre em economia pela Universidade Federal de Santa Catarina, o haitiano é um dos selecionados para atuar como técnico administrativo na equipe do Centro de Referência de Atendimento ao Imigrante (CRAI) inaugurado na quinta-feira (1º) no centro de Florianópolis.

“Estou muito empolgado para contribuir com o atendimento aos imigrantes. É importante ter um local, porque muitos chegam sem saber para onde ir, como fazer CPF, onde achar trabalho”, diz Rosier, que enquanto aguardava a abertura do CRAI trabalhava como motorista do Uber e vendedor de cosméticos.

A entrega do espaço ocorre dois anos após a assinatura de convênio entre o governo do Estado de Santa Catarina e o Ministério da Justiça. A demora do Estado para disponibilizar um imóvel e executar o projeto teria sido o motivo do encerramento do convênio por parte do Ministério da Justiça no final de 2017. Mas representantes do governo estadual afirmam que diversas mudanças na equipe do Ministério dificultaram o diálogo.

Com o encerramento do convênio, a primeira parcela no valor de R$743,5 mil será devolvida ao governo federal. Durante a cerimônia de abertura do CRAI, o secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), Valdir Comin, lamentou a situação e informou ter solicitado ao Ministério da Justiça o restabelecimento do convênio. Enquanto isso não ocorre, o CRAI será mantido com recursos da SST no valor de R$300 mil para o ano de 2018.

Em novembro de 2017, uma audiência pública promovida na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) cobrou do poder público uma posição sobre a abertura do CRAI.

Funcionamento

Os serviços de atendimento serão executados pela Ação Social Arquidiocesana (ASA), vencedora da licitação do governo. A partir da próxima segunda-feira (5), imigrantes e refugiados poderão receber assistência jurídica, orientação para regularizar documentos, encaminhamento para o mercado de trabalho e atendimento psicológico.

A expectativa é atender cerca de 30 pessoas diariamente.

Antes do CRAI, o atendimento a imigrantes e refugiados na Grande Florianópolis vinha sendo realizado por voluntários e estagiários em uma sala de pouco mais de 16m² na Pastoral do Migrante.

Além de Florianópolis, a outra cidade brasileira a ter um CRAI é São Paulo, onde o espaço está em funcionamento desde novembro de 2014.

Serviço:
Centro de Referência de Atendimento ao Imigrante (CRAI) de Santa Catarina
Local: Rua Tenente Silveira, 225, sala 1, Edifício Hércules – Centro, Florianópolis
Horário: segunda a sexta das 9h às 12h e das 14h às 17h30

*Sansara Buriti é jornalista, documentarista e integrante da coordenação do Grupo de Apoio a Imigrantes e Refugiados em Florianópolis e região (GAIRF).

Jean Samuel Rosier, imigrantes haitianos e secretário Valdir Comin_foto_SST

Jean Samuel Rosier ao lado de seus compatriotas haitianos e do secretário Valdir Comin. (foto: SST)

inauguração2_foto_Sansara Buriti

Atendimentos iniciam a partir do dia 5 de fevereiro. (foto: SST)

inauguração_foto_SST

Local funcionará com verba de R$300 mil em 2018. (foto: SST)

entrada_foto_Sansara Buriti

Localizado no centro de Florianópolis, o CRAI deve atender cerca de 30 pessoas diariamente. (foto: Sansara Buriti)

Anúncios

Pastoral do Migrante de Florianópolis arrecada doações para população migrante e em situação de refúgio

A Pastoral do Migrante de Florianópolis está arrecadando doações para migrantes e pessoas em situação de refúgio, que estão em mobilidade em Florianópolis e região. Paralelamente, a entidade também está arrecadando doações para a confecção de enxovais de bebês para as mamães migrantes e/ou em situação de refúgio, cujos filhos/as estão prestes a nascer. Clique aqui e saiba quais itens doar para ajudar os bebês e suas famílias.

Além dos enxovais, a Pastoral também solicita a quem puder ajudar, que contribua fornecendo alimentos não perecíveis que compõem a cesta básica, tais como

  • Arroz;
  • Macarrão;
  • Feijão;
  • Óleo;
  • Açúcar;
  • Sal;
  • Leite;
  • Bolacha;
  • Atum;
  • Café;
  • Farinha de trigo;
  • Polenta;
  • Massa de tomate, dentre outros.

Produtos de higiene pessoal e roupas e calçados em bom estado também são bem-vindos.

As doações devem ser entregues diretamente na Pastoral, localizada na Rua 13 de Maio, n. 62, bairro José Mendes (região da Prainha), em Florianópolis. Mais informações pelo telefone da entidade: (48) 3225-7043
A Pastoral funciona das 9h às 12h e das 14h às 17h, de segunda a quinta-feira, dias em que faz atendimento ao público.
Ajude! Contribua com essa corrente de solidariedade e empatia com o próximo.

Pastoral do Migrante de Florianópolis arrecada doações para enxovais de bebê

A Pastoral do Migrante de Florianópolis está arrecadando doações para compor enxovais para bebês, que serão doados para famílias migrantes da Grande Florianópolis e região.

A entidade solicita roupas de bebês, como bodies, casaquinhos, meias, macacões, sapatinhos, roupas de cama e banho, além de artigos de higiene pessoal como fraldas descartáveis, fraldas de pano, dentre outros itens. 

As doações devem ser entregues na Pastoral do Migrante de Florianópolis, localizada na Rua Treze de Maio, 62, bairro Prainha. O atendimento é realizado de segunda a quinta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Para tirar dúvidas e esclarecimentos, entrar em contato pelo telefone (48) 3225-7043 ou por e-mail (migrantesfloripa@gmail.com).